COMUNICADO.

 

Em função da significativa melhora nos números relativos à contaminação pelo Coronavírus, estamos extinguindo a necessidade de agendamentos. 

Nossas giras são as segundas e quintas feiras, com início sempre as 20:00 horas. Sejam todos bem vindos. 

 

Nosso endereço: Rua Maestro Romualdo Suriani, 67-B (antigo nº 49). Jardim das Américas, Curitiba-PR.

 

Recomendamos a utilização de máscaras durante sua permanência no terreiro.

 

Axé!
 

TERREIRO DE UMBANDA PAI ARRUDA DA GUINÉ - TUPAG

 

ATENÇÃO

EXCEPCIONALMENTE NO MÊS DE AGOSTO, A GIRA QUE SERIA NA QUINTA FEIRA, 04/08, SERÁ REALIZADA NA QUARTA FEIRA, 03/08.

Orgulho

 

Há muita controvérsia sobre o sentimento do orgulho. Alguns o defendem, outros o abominam. Uns dizem que é algo bom, outros nem tanto.

 

Eu acredito que o orgulho até possa ser benéfico, mas depende muito da energia depositada em nossos sentimentos.

 

Sentir orgulho das conquistas obtidas com seus esforços, sentir orgulho da educação e evolução dos filhos, sentir orgulho em fazer do cônjuge uma pessoa feliz, sentir orgulho em fazer o bem sem saber a quem e sem estar preocupado com os holofotes, são alguns poucos exemplos do orgulho gerado por boas energias.

 

É muito diferente quando o orgulho é gerado por sentimentos como soberba, quando nos achamos sempre melhores que as outras pessoas, quando nos achamos inatingíveis em função da posição social que ocupamos ou dos bens que possuímos, por exemplo.

 

O orgulho gerado por sentimentos oriundos de energias boas pode sim, ser benéfico. Porém, devemos sempre estar atentos. É muito fácil e simples “virarmos o disco” e colocarmos tudo a perder.

 

Bem resumido, o “orgulho bom” sempre deve estar acompanhado de doses generosas de humildade.

 

Axé!

 

Pai Luiz de Oxóssi.

 

03/01/2019.